Notícia

26/02/2019

Reduza as perdas de produtividade na colheita de soja


Manutenção da colhedora e alguns cuidados na colheita podem fazer a diferença.

 

Perdas de 10% são comuns e em alguns casos chegam a 15%. Com manutenção cuidadosa e operação adequada da colhedora, perdas de colheita podem ser reduzidas para 3%. Reduzir as perdas de 10 para 3% numa lavoura de 50 sacas por hectare representa 3,5 sacas a mais por hectare. O primeiro passo para reduzir as perdas na colheita é identificar o quanto você está perdendo e aonde, assim você pode fazer ajustes apropriados.

 

Tipos de perdas

 

Momento de colheita
O momento apropriado para a realização da colheita é crítico para reduzir as perdas de produtividade. A colheita pode iniciar a qualquer momento a partir do qual os grãos estejam com 14 a 15% de umidade. Isso normalmente ocorre 5 a 10 dias em ambiente seco, após 95% das vagens alcançarem maturidade fisiológica, momento no qual as vagens atingem coloração marrom (Figura 1). Atendendo a essas condições, a colheita realizada no primeiro momento possível reduzirá as perdas associadas ao grão de soja muito seco. Dependendo da temperatura, o grão de soja pode perder 3% de umidade em um único dia.

Figura 1. Planta de soja com vagens em estádio de maturação fisiológica (Fonte imagem: Richart, 2019).

 

Quando as folhas ainda estiverem secas na planta, pode parecer que os grãos ainda estão úmidos, mas nesse momento os grãos poderão estar mais secos do que você pode imaginar. Se a cultura estiver mais seca que o normal, em virtude de baixas pluviosidade e alta temperatura, o grão de soja estará mais propenso a quebrar. Tente colher o máximo possível de sua lavoura antes da umidade reduzir abaixo de 12% para evitar grãos quebrados e rachados. As perdas por quebra aumentam significativamente quando a umidade dos grãos está abaixo de 11% ou quando as sementes maduras passam por vários ciclos de umedecimento e secagem.

 

Como determinar a umidade?
Existem no mercado vários aparelhos especializados na determinação da umidade de grão (medidor de umidade de grão) de bancada e também existem medidores portáteis que podem ser levados ao campo, estes últimos de menor custo.

 

Manutenção de equipamentos
Antes de iniciar as atividades de colheita, inspecione e faça manutenção das partes cortantes da máquina. Verifique se todas as seções de facas estão afiadas e apertadas e de acordo com as recomendações do fabricante.

Aproximadamente 80% das perdas ocorre no corte e na entrada da planta na colhedora. Mantenha afiada as facas e sessões de corte. Confira se os componentes da plataforma de corte estão bem ajustados. Posicione a altura o mais baixo possível de maneira que esteja abaixo da altura de inserção de vagens da planta. Em plantas acamadas, a altura deve ser a mais baixa possível, porém essa medida deve ser tomada com cautela em áreas com presença de torrões e pedras que possam danificar a máquina.

Durante a colheita, recomenda-se que o operador da colhedora pare a máquina periodicamente para checar o tipo e a quantidade de perdas que estão ocorrendo. Reduzir a velocidade da colhedora e a velocidade do molinete podem reduzir as perdas. Uma velocidade adequada para a colhedora é 4,5 km/h ou menos. Altas velocidades são possíveis se as máquinas forem preparadas para isso. Consulte as recomendações do fabricante. Quando houver hastes verdes, ou resistentes, ajuste a colhedora e opere em velocidades menores. Faça isso varias vezes durante o dia e também assim quando as condições mudarem.
A velocidade da bobina/carretel deve operar a 25% mais rápida que a velocidade do solo. Se as plantas estiverem acamadas, aumentar a velocidade da bobina acima de 50% que a velocidade do solo. As perdas podem ocorrer também depois que os grãos estão dentro da máquina, entretanto essas perdas costumam ser menores em relação as perdas no carretel/molinete.

 

Pontos a serem considerados

 

FONTE: SITE BASF

http://www.blogagrobasf.com.br/noticia?id=880

Avenida do Comércio, 1866, Santo Augusto | RS (55) 3781-3961 Copyright 2019 - Todos os direitos reservados